Regras MiniTérmicos Elétricos

leonardo | 23 de Novembro de 2020 às 19:24

 Regulamento para Planadores da Categoria MITÉRMICOS 1,5m E(Elétricos)


  • Modelos que podem participar :


Esta prova é para planadores com motor elétrico com bateria LiPo 1S ou 2S, com envergadura máxima de 1.5m, controlados por rádio, com limite de 2 canais (2 servos) para superfícies móveis e 1 canal para motor com dispositivo eletrônico que limita o tempo de motor em 30 segundos ou altura do planador em 60 metros quando o motor será cortado pelo dispositivo eletrônico.


Será disponibilizado o circuito eletrônico, o firmware e instruções de montagem e instalação para quem quiser montar. Custo estimado do material é de R$ 60,00.


Serão aceitos modelos com apenas 2 (dois) servos e pack de bateria 1S ou 2S, com as seguintes configurações além do motor:


- Planadores com controle de leme e profundor;
- Planadores com cauda em V ;
- Planadores com aileron e profundor; 
- Asas voadoras com elevon (tipo zagi ou outra).


No entanto, não serão aceitos planadores:

- Flaps;
- Flaperon; 
- Spoilers;

- Ajuste de Camber.


  • Como ocorre a prova.

    

A Prova se divide em dois grupos, competidores ( pilotos) e Organizadores ( Diretor de Prova e Auxiliares).

O Diretor de Prova e Auxiliares não poderão competir.

A Organização delimitará uma área de decolagem e pouso de 50m x 50m (ou outra medida de acordo com a topografia local).

De acordo com o espaço disponível poderá ser limitado pelo Diretor de Prova o número de competidores por rodada, gerando mais de um grupo de voo . Preferencialmente todos voarão ao mesmo tempo e em um mesmo e único grupo.

Serão realizadas várias rodadas e lançamentos.

Ao final da competição cada piloto terá uma pontuação em cada rodada voada. Serão somadas as pontuações de cada piloto, ganha a competição quem conseguir o menor total de pontos.


  • Como funciona cada rodada de voo.

Os pilotos, voarão ao mesmo tempo. Cada piloto escolherá um local dentro da área demarcada para lançamento que distancie no mínimo 5 metros de outro piloto. Somente os pilotos deverão estar dentro da área demarcada.

Para início da prova todos com seus modelos na mão, já ligados no chão (conectada a bateria, não poderá ser conectada a bateria do modelo na mão, apenas com o modelo no solo), será dada o início para uma janela de tempo de 5 minutos, pelo diretor de prova. Cada piloto deverá lançar o modelo com motor acionado, imediatamente após a abertura da janela de trabalho, o limite para lançamento após o início da janela de trabalho será de 2 segundos. O motor deverá ser acionado apenas após início da janela de tempo de 5 min.

Caso o piloto não lance o modelo dentro de 2 segundos após o início da janela de 5 minutos, não poderá lançar mais e será atribuído em pontos o número de pilotos do grupo de voo. Ex.: 10 pilotos no grupo de voo, será atribuído 10 pontos para este piloto..

Os pilotos deverão voar o máximo de tempo dentro da janela de 5 minutos.

Os pousos deverão ser executados dentro da área demarcada (geralmente um quadrado de 50m x 50m ) para que o voo seja válido (pouso no solo ou na mão são válidos). Caso ocorra o pouso fora da área, será atribuído em pontos o número de pilotos do grupo de voo.

Os voos são limitados a 5 minutos portanto ao final de 5 minutos voando você cumpriu o máximo de tempo voado. Deverá dentro da área determinada, pousar para que o voo seja valido dentro de 30 segundos. Caso o piloto não pouse em até 30 segundos será atribuído em pontos o número de pilotos do grupo de voo.

Em caso de qualquer colisão entre modelos no lançamento, voo ou pouso, caberá ao Diretor de Prova a punição ou não dos pilotos. A punição será em pontos o dobro do número de pilotos do grupo de voo. Ex.: 10 pilotos voando no grupo de voo, colisão entre 2 ou mais, o  Diretor de prova avalia e decide pela punição de 20 pontos para todos os pilotos envolvidos ou não.

Em caso de colisão no lançamento de modelo em outro piloto (que não seja o próprio), o piloto será desclassificado da rodada e atribuído penalidade em pontos do quádruplo do número de pilotos do grupo de voo. 

Em caso de colisão no pouso de modelos em outro piloto (que não seja o próprio), o piloto será punido em pontos com o dobro do número de pilotos do grupo de voo.


  • Pontuação em cada rodada/grupo de vôo.

A pontuação será pela classificação da ordem inversa de pouso.


Exemplo:


Rodada 1


Rodada 2





Grupo 1


Grupo 1
















Piloto

Ordem de Pouso

Pontos


Piloto

Ordem de Pouso

Pontos


Total de Pontos


Classificação

A

3

3


A

1

3


6



B

5

1


B

3

1


2


1°- B

C

1

5


C

2

2


7


2°- E

D

2

4


D

3

1


5


3°- F,I,J

E

4

2


E

3

1


3


4°- D











5°- A











6°- C

Grupo 2


Grupo 2




7°- H

Piloto

Ordem de Pouso

Pontos


Piloto

Ordem de Pouso

Pontos





F

3

2


F

4

2


4



G

3

2


G

2

4


6



H

1

4


H

1

5


9



I

2

3


I

5

1


4



J

4

1


J

3

3


4



OBS . Note que dois pilotos pousaram juntos e fazem a mesma pontuação na rodada 1 grupo 2

OBS2; Note três pilotos pousaram juntos na rodada 2 grupo 1

OBS3; O exemplo acima, embora conste os mesmos pilotos em rodadas diferente por grupo, na prática será embaralhado.


  • Diretor de prova.


O Diretor de prova irá abrir a janela de trabalho, anotar a sequência de pousos dos pilotos e fechar a janela de trabalho. Também controlará o limite de 2 segundos para o lançamento do modelo após a abertura da janela de trabalho e pousos fora da área designada.

Aplicará as punições cabíveis.

Não haverá necessidade de cronometristas ou juizes individuais.

Não há necessidade também de qualquer programa ou planilha para gerar o resultado, importante é sempre anotar a sequencia de pouso dos pilotos participante e possíveis punições.


Esclarecimentos: mau_30@yahoo.com.br 

zap 21992231859 

Rev 20/01/2021 MauroLL




0 comentários

Calendário de Eventos 2021

Próximo evento:

10 e 11/05 - Copa Catarinense de Mini Térmicos

Completo!